luis indriúnas



Dois contos de Luis Indriúnas me falam de Casimiro, de Maria, de partidas de caxeta, do tempo quando para.

Nenhum comentário:

Postar um comentário